Categorias
Dicas e Tutoriais

5 Dicas para criar um Blog WordPress Profissional

Está procurando como criar um Blog WordPress mas ainda não sabe como? Fique conosco até o final deste artigo que vamos te mostrar.

O mundo digital vem avançando e crescendo todos os dias, milhares de pessoas aderem ao sistema de vendas online, ao sistema de marketing digital ou apenas querem expor suas ideias sobre determinados conteúdos. 

Com isso ganharem notoriedade, adquirirem um público e uma renda através da internet, mas obter um público e renda na internet não é tão fácil assim. 

Muito conhecimento é exigido, hoje vamos mostrar algumas dicas para que você possa ganhar uma notoriedade na internet através de um blog WordPress.

Como Criar um Blog WordPress

Hoje o WordPress é uma das ferramentas mais utilizadas no mundo, aproximadamente 30% dos blogs na internet são gerenciados através do wordpress. Mas por que ele é tão utilizado assim?

Há uns quinze anos atrás criar um blog exigia um imenso conhecimento de linguagem de programação tipo HTML, Java, Javascript, CSS entre outras.

Mas por volta de 2003 o WordPress chegou para revolucionar isso, com uma linguagem de programação muito simples, ele permite que você crie e configure blogs e sites de uma maneira muito mais rápida e eficiente. 

Poupando tempo e criando blogs e sites com uma eficiência muito maior, isso ainda requer um conhecimento pelo menos básico de programação. 

Então vamos agora dar dicas para que você também possa entrar nesse meio e ter um resultado digno de profissional.

1 – Apresentação é tudo 

Bem, assim como nos arrumamos para irmos a um encontro ou colocamos aquela roupa mais elegante para irmos a um casamento, nesses momentos a apresentação vai fazer a diferença, igualmente para um blog. 

Para ter sucesso é indispensável que uma boa apresentação seja feita, ter um Layout organizado, com atalhos para outras matérias, uma barra de pesquisa, não ter milhões de coisas aparecendo na tela a cada “click” é um ótimo começo. 

Quanto mais limpo e organizado for o seu blog, mais tempo as pessoas vão querer navegar por ele, pois ninguém gosta de ficar perdido em um site, ou então ter uma página aberta a cada “click”.

2 – Disponibilizar outros métodos

Antigamente um blog conseguia sobreviver por algum tempo apenas por ele mesmo, porém a internet muda muito rápido e evolui com uma facilidade muito grande.

Hoje não basta apenas você ter seu blog, tenha também perfis em redes sociais, para assim ter um suporte.

É ali nas redes sociais onde quase 80% das pessoas gastam seu tempo livre, seja conversando com amigos ou apenas olhando a timeline. 

Criar perfis e redes sociais ajuda bastante ter um reconhecimento maior, e com isso gerar um número de acessos frequente ao seu blog.

3 – Público Alvo

Ter em mente um público alvo é à base de tudo, mesmo que o mercado esteja cheio de outros blogs e conteúdos iguais aos seus, fazer a diferença é de suma importância para conquistar o seu espaço e para manter um público fiel.

O número de acessos no blog é o que dita a notoriedade dele, e mostra o quanto de pessoas estão lendo as suas matérias, seja criativo, não copie alguma matéria, busque referências de outros sites sim. 

Seja sempre original (plágio não é legal), coloque links de vídeos ou imagens que ajudem a compreender melhor a ideia que você está querendo passar, sempre deixe um espaço para comentários e perguntas de seus leitores. 

Eles vão te mostrar onde você está errando e por onde seguir.

4 – A alma do Blog

A alma do blog são as matérias as quais ele vai apresentar todos os dias aos leitores, matérias bem escritas, com uma linguagem fácil de entender, sem erros de ortografia é o cargo chefe do blog. 

As pessoas vão sempre querer acompanhar seu blog, se o assunto ao qual você aborda for bem explicado, bem apresentado, com conteúdos que complementam o que você está querendo dizer os leitores vão se interessar cada vez mais. 

Tenha um texto dinâmico, que tenha um início meio e fim coerente, evite se estender muito não enrole para criar textos grandes. 

Por que às vezes é muito melhor ter um texto objetivo e pequeno e com isso ganhar inúmeras visualizações do que ter um texto enorme confuso e pouquíssimas visitas ao blog, lógico o tamanho do seu texto vai ser ditado pelo o assunto que você estará abordando.

5 – Atualizem-se 

Como falamos no início, a internet está em constante evolução, bilhões de conteúdos são adicionados e removidos da rede todos os minutos.

Tenha sempre em mente que a forma como você começou o seu blog pode não ser a forma mais correta amanhã, então procure sempre estar por dentro das melhores formas.

Atualizar-se nunca é demais, procure outros sites e blogs, procure matérias e faça alguns cursos para aprender o que está sendo lançado e o que está começando a funcionar para que o seu blog esteja sempre atualizado e por dentro de todo o conteúdo disponível na rede. 

Essas são algumas dicas básicas para que você se mantenha na rede através de um blog, as pessoas buscam informações a todo o momento, a internet oferece bilhões de conteúdo de todos os tipos. 

Basta somente você saber procurar e se informar de como vai conseguir conquistar o seu público.

Categorias
Dicas e Tutoriais

WordPress. Com x WordPress.Org – Qual a diferença?

A coisa toda do WordPress.com contra o WordPress.org é realmente confusa. Para todos.

Primeiramente, e isso precisa ser dito imediatamente, WordPress.org e WordPress.com são dois sites / organizações / soluções web totalmente diferentes.

Em outras palavras, alguém vai lhe dar uma coisa completamente diferente do que a outra.

Eu sei que isso é estranho. Não há muitos casos em que o domínio “.com” de uma marca seja totalmente separado de seu domínio “.org”. 

Estamos acostumados a ver a mesma coisa sob cada extensão de domínio que uma marca pode ter.

Bem, é apenas diferente para o WordPress.

Mas antes de discutirmos as diferenças do WordPress.com com o WordPress.org, vamos ver a parte mais importante do quebra-cabeça:

O que é o WordPress, afinal?

Deixando de lado o mistério .org e .com, vamos falar em WordPress puro por um segundo.

WordPress é o motor de site mais popular de todos eles. É um software que você pode usar como sistema operacional do seu site.

Em outras palavras, o WordPress é para o seu site o que o Microsoft Windows (ou Mac OS) é para o seu computador.

O WordPress é usado em mais de 30% de todos os sites e é capaz de lidar com qualquer tipo ou tamanho de site. 

Embala uma tonelada de recursos e pode ser estendido infinitamente através de temas adicionais (projetos personalizados) e plugins (recursos extras). É realmente a solução perfeita.

Ok, ok, mas quais são as diferenças mais significativas entre o WordPress.com e o WordPress.org?

WordPress.com vs WordPress.org: as principais diferenças

Aqui está uma maneira fácil de memorizar qual é a diferença … basta olhar para a extensão de domínio do WordPress em que você está interessado:

  • org – “.org” significa “organização”
  • com – “.com” significa “comercial”

Com isso em mente, WordPress.org é onde você vai, se você quiser apenas o software WordPress. Você pode obter isso de graça sem perguntas. 

O WordPress é totalmente open source, e uma vez que você o tenha, você pode fazer o que quiser com ele.

Mais comumente, o que você vai fazer com o WordPress é usá-lo para lançar um site. 

Para que isso aconteça, você precisa se apossar de um servidor web e um nome de domínio (o que você precisa cuidar completamente separado do que você recebe do WordPress.org).

O WordPress.com , por outro lado, é um serviço totalmente comercial. É uma plataforma on-line onde você pode se inscrever e criar seu website / blog em um só lugar.

Com o WordPress.com, você não precisa se preocupar com hospedagem, instalação ou qualquer outro aspecto técnico do processo de criação de sites. Tudo é cuidado pela equipe do WordPress.com.

WordPress.com vs WordPress.org em resumo:

  • com

completar a solução de construção de sites tudo-em-um /  não precisa de hospedagem  / domínio opcional /  planos gratuitos e pagos disponíveis  / menos técnicos

  • org

website software /  open source  / free /  bricolage solução  / você precisa de hospedagem e nome de domínio antes de poder lançar seu site /  leva um tempo para passar pelas etapas

Como decidir entre o WordPress.com e o WordPress.org?

Na maioria das situações, o WordPress.org é voltado para aqueles que não têm medo de sujar as mãos e aqueles que querem ter controle total de seus sites. É também a plataforma perfeita para qualquer tipo de site de negócios e projeto profissional.

O WordPress.com, por outro lado, é ótimo para blogs pessoais e sites sem intenção comercial.

Qual é mais barato?

Isso é complicado. Embora a conta básica no WordPress.com seja gratuita, isso não significa que ela sempre será mais barata que o WordPress.org.

Primeiro de tudo, se o que você precisa é apenas um blog básico com possibilidade limitada de personalização – como um blog pessoal – então sim, o WordPress.com é a solução para você.

No entanto, se você precisar de um pouco de personalização, por exemplo, ao executar um site de negócios, o WordPress.com se tornará muito caro para você rapidamente. Seu plano Premium é de US $96 por ano.

Conclusão

Vamos fazer uma última análise:

WordPress.com

  • permite criar um site rapidamente
  • oferece um plano 100% gratuito
  • não te dá controle total do site
  • é extremamente fácil de usar se você não tem muita experiência com sites
  • faz todo o sentido para pequenos projetos pessoais / blogs
  • permite que você escolha apenas um número limitado de temas (designs) e não permite que você crie seus próprios
  • tem possibilidades de extensão limitadas

WordPress.org

  • lhe dá controle total do seu site
  • permite usar um design personalizado
  • não limita as maneiras pelas quais você pode monetizar o site (ótimo para sites de negócios )
  • é incrivelmente personalizável
  • exige que você compre sua própria hospedagem e nome de domínio
  • mesmo que o WordPress seja gratuito, na verdade, o lançamento de um site para o público custará entre US $ 50 e US $ 60 por ano
Categorias
Dicas e Tutoriais

Como ganhar dinheiro com Drones

Atualmente vivemos em um mundo onde as tecnologias surgem e evoluem todos os dias, podemos ver isso também dentro dos filmes de Tecnologia.

A tecnologia tem feito parte da nossa rotina trazendo facilidades, comodidade, entretenimento e ainda permitindo ganhar uma renda extra.

Hoje nesse conteúdo vou te ensinar mais uma maneira para ganhar uma renda extra, com Drones.

Se você quer saber como ganhar dinheiro com Drones, continue comigo para descobrir e garantir uma renda extra no final do mês.

  • Como ganhar dinheiro com Drones através de imagens aéreas;
  • Como ganhar dinheiro com Drones através de Fotografia e filmagens em eventos;
  • Como ganhar dinheiro com Drones através de sensoriamento e monitoramento remoto;
  • Como ganhar dinheiro com Drones através de um canal no Youtube;
  • Como ganhar dinheiro alugando Drones;
  • Como ganhar dinheiro com Drones através de curso de pilotagem;
  • Como ganhar dinheiro com Drones através de segurança de vídeos;
  • Como ganhar dinheiro com Drones realizando inspeção de edifícios;
  • Como ganhar dinheiro com Drones através de entregas;
  • Como ganhar dinheiro com sendo um operador de Drones.

Antes de começar, vou te mostrar quais os benefícios de usar o seu drone para ganhar dinheiro. Veja a seguir:

Quais os benefícios de usar o seu drone para ganhar dinheiro?

Ser um piloto de drones pode te beneficiar de várias formas. Pode além de ser divertido te ajudar a garantir uma renda extra. Você também pode criar um horário próprio baseado no trabalho que tiver.

 Essa é uma maneira divertida de ganhar dinheiro, principalmente se você é apaixonado por drone.

1 – Como ganhar dinheiro com Drones através de imagens aéreas – Mercado Imobiliário

No mercado imobiliário, você sempre terá oportunidade de trabalho para ganhar dinheiro com Drones. Como nesse tipo de mercado há muita concorrência, as imobiliárias têm buscado novas formas para chamar atenção, sendo uma boa maneira as imagens aéreas.

A venda de fotos aéreas para o mercado imobiliário é bem lucrativa e vai te ajudar a ganhar uma renda extra. Você tem a opção de cobrar pelos serviços através de um valor fixo ou através de comissão.

DICA → Invista em suas habilidades com fotografia aérea e também na videografia aérea. Faça um portfólio para apresentar as imobiliárias ou corretoras.

2 – Como ganhar dinheiro com Drones através de Fotografia e filmagens em eventos

Essa também é uma boa maneira de ganhar dinheiro com drones, fotografar ou filmar  eventos como casamentos, festas, shows e até eventos publicitários.

Drones fazem registros únicos e incríveis. Estão em alta no mercado fotográfico proporcionando grande facilidade de locomoção e uma variedade enorme e diferenciada de ângulos.

DICA → Faça uma parceria  inicial com um fotógrafo de eventos e realize trabalhos juntos, tendo em vista que ele provavelmente já possui uma rede de clientes fixos.

3 – Como ganhar dinheiro com Drones através de sensoriamento e monitoramento remoto

Essa maneira pode ser uma tarefa mais complexa dependendo do local a ser monitorado, porém o monitoramento por drones tem se tornado cada vez mais popular.

O acompanhamento através de drones, vai permitir uma boa economia para fazendeiros, por exemplo que necessitam de um monitoramento em grande área.

Agricultores procuram sempre melhores opções para melhorar suas colheitas, por ser sua fonte de renda. O drone poderá ajudar a verificar os campos.

DICA → Ao apresentar o seu negócio, lembre-se de citar essa vantagem para o cliente.

4 – Como ganhar dinheiro com Drones através de um canal no Youtube

Fazer vídeos usando drones é no mínimo inusitado e pode viralizar. Você pode fazer vídeos em locais inacessíveis e lucrar com as visualizações, enfim existem diversas formas de se ganhar dinheiro com o Youtube.

DICA → Uma boa dica é realizar reviews e unboxings nesse canal e usá-los para promover o serviço aumentando a visibilidade e os eu lucros.

5 – Como ganhar dinheiro alugando Drones

Essa é uma maneira muito fácil para conseguir uma renda extra, basta alugar o seu drone enquanto não usa ele.

 Essa é uma maneira bem interessante e bem rápida de recuperar o dinheiro que você gastou em um drone. Ou simplesmente, pode ser uma maneira de garantir uma renda extra.

DICA → Inclua uma taxa de seguro para o seu drone, no valor cobrado pelo aluguel.

6 – Como ganhar dinheiro com Drones através de curso de pilotagem

Existem vários cursos online e presenciais para aprender a pilotar drones. Então essa também é uma opção de ganhar dinheiro com drones, passando seu conhecimento adiante como curso.

7 – Como ganhar dinheiro com Drones através de segurança de vídeos

Os drones são extremamente ágeis e possuem uma boa mobilidade, então essa é uma outra maneira de ganhar dinheiro com drones, realizar vigilância através de drones.

Com um drone será possível abranger uma área extensa garantindo segurança total de uma maneira moderna e inovadora.

8 – Como ganhar dinheiro com Drones realizando inspeção de edifícios

Outra forma interessante de ganhar dinheiro com drones é fazendo a inspeção das fachadas de edifícios.

Você pode apresentar essa proposta para empresas que necessitam desse tipo de serviço, oferecendo mais segurança do que deixar alguém pendurado em um prédio.

Realizar inspeção de edifícios através de um drone é muito mais prático e barato, pois não existem riscos de acidentes que sejam fatais. 

9 – Como ganhar dinheiro com Drones através de entregas

Essa é uma maneira interessante de usar o drone para ganhar dinheiro.

Imagine que você quer comer uma pizza e a entrega vai demorar, pois tem muito trânsito devido ao horário de pico da cidade. A entrega pode ser muito rápida via drone, o drone vai funcionar como um tipo de motoboy dos ares.

Essa é uma maneira de chamar atenção dos clientes do seu novo negócio, não acha?

10 – Como ganhar dinheiro com sendo um operador de drones

 Essa também é uma maneira de ganhar dinheiro com drones.

Sendo um operador de drone contratado de uma empresa, que precisa desse tipo de serviço. Muitas empresas necessitam muito desse tipo de serviço ( inspeção, vídeos, fotos, etc.) que terceirizam o serviço.

Precisam de pessoas qualificadas para fazer os serviços e diminuir os custos de produção.

Tipos de Drones

A seguir fiz uma lista com os Drones mais vendidos no Brasil e em média os preços. Confira a seguir:

→ Syma X5C – ( Valor em média de R$ 450, 00 ) – Esse modelo é um dos melhores em relação à custo / benefício ;

→ Multikids Sky Laser – ( Valor em média de R$ 500, 00 ) ;   

→ Parrot Rolling Spider – ( Valor em média de R$ 580, 00 ) ;

→ Lishi Toys L6039w Quadcopter –  ( Valor em média de R$ 700, 00 ) ;

→ Parrot Bebop ( Valor em média de R $4.800 ) 

Concluindo

Neste conteúdo você aprendeu algumas maneiras de ganhar dinheiro com drones, como por exemplo através de imagens aéreas para imobiliárias, através de fotos para eventos ou até mesmo alugando ele. Ainda te passei alguns modelos de drones e seus valores.

Esse é um mercado com muitas áreas que podem ser exploradas. Se você ama drones, essa é uma boa maneira de garantir uma renda extra e ter sucesso com isso. Espero que tenha gostado das dicas e informações. Se tiver alguma dúvida deixe nos comentários e até a próxima.

Categorias
Dicas e Tutoriais

7 Principais Indicativos de Que Seu Site Está Ultrapassado

Com a popularização da internet, os usuários passaram a consumir muito mais conteúdo em uma velocidade muito maior, mas será que o seu site está atendendo a esta demanda ou será que ele já está ultrapassado?

Fazer essa análise é muito importante para que você saiba se está conseguinte atingir e oferecer uma boa experiência para os usuários, pois caso não esteja, eles provavelmente irão buscar por outra opção, que será o seu concorrente.

É fundamental que você consiga criar um site atrativo, responsivo, atualizado e com um design agradável.

Além disso, como qualquer tipo de estratégia, é importante que o seu site seja atualizado periodicamente para que assim seja possível manter o crescimento estável. Isso faz com que o seu site sempre aparente ser novo, fazendo com que você se torne referência no mercado.

No entanto, quando falamos em sites e marketing digital, muitas novidades surgem constantemente e pode ser um pouco difícil acompanhá-las e assim saber se o site já está ultrapassado.

Pensando nisso, separamos os 7 principais indicativos de que seu site está ultrapassado para que você possa avalia-lo e atualizar o que for necessário. Confira!

Como descobrir se um site está ultrapassado

Em quanto tempo um site pode ficar desatualizado? Essa dúvida é muito comum, porém não existe um tempo definido.

Mesmo existindo uma estimativa de 1 a 2 anos para um site ficar ultrapassado, esse tempo pode ser diferente de acordo com as atualizações, sendo necessário o atualizar muito antes deste período.

O seu site pode estar ultrapassado se:

1- Não é responsivo:

se o seu site não está preparado para ser visualizado na tela de celulares, logo ele não está proporcionando uma boa experiência para o usuário e ele desistirá de acessá-lo. Além disso, o seu site será considerado de má qualidade. Isso acontece porque o acesso a internet através de celulares vem se tornando cada vez maior.
As pessoas buscam cada vez mais por facilidades para o dia a dia na tela de smartphones, como pagar contas, realizar compras, fazer meditação, controle financeiro, transferências, e muito mais! Ou seja, o seu site precisa ter um design responsivo, que significa adaptar o site para diferentes tamanhos de tela.

2- Não atualiza a identidade visual:

Com o tempo, é normal que empresas precisem atualizar as suas estratégias para conseguir aumentar o seu futuramente. Às vezes, o foco passou a ser diferente, o público-alvo já não é mais o mesmo, a comunicação precisou ser adaptada, entre outros fatores.

Todas essas mudanças estão relacionados a identidade visual do seu negócio, sendo necessário realizar algumas alterações. Imagine que em um momento o seu público-alvo prefere uma comunicação mais formal, mas depois você descobre que o que realmente converte vendas, é um design mais divertido e jovem? Lembre-se de que o site funciona como o cartão de visitas online do seu negócio.

 3- As páginas recebem poucas visitas:

Esse indicativo pode acontecer devido a diversos fatores, mas o principal deles é a desatualização ou ausência de SEO. Ter uma boa estratégia SEO definida é essencial para que o seu site ganha destaque nos resultados de busca em sites de pesquisa, como o Google.

Se o seu site não está de acordo com as regras definidas pelo Google, logo ele não aparece nos primeiros resultados de uma busca que é feita pelos seus potenciais clientes. Além disso, pode ser que seja necessário que você faça algum investimento em Links Patrocinados para destacar o seu site. Tudo isso deve ser muito bem avaliado e definido, afinal de contas, você precisa saber o que realmente está dando certo ou errado nas páginas para melhorá-las.

4- Não segue a mudança de comportamento dos consumidores:

Os consumidores estão cada vez mais presentes na internet realizando buscas diariamente e várias vezes durante o dia. O comportamento dos usuários está em constante mudança, assim como a internet.

A geração atual está se tornando mais exigente e buscando por opções que realmente sejam de qualidade e que ofereçam soluções para problemas, e a tendências é que isso se torne cada vez maior com as próximas gerações.

5-    Não está interligado com as redes sociais:

Se o seu negócio não tem redes sociais, provavelmente você está perdendo muitas vendas e posicionamento no mercado. Caso já tenha, é importante que você faça uma conexão entre o site.

Além de utilizar os ícones apontando para as redes sociais, você também pode fazer com que publicações das redes sociais apareçam nas páginas, incentivando que os usuários do seu site também às acessem.

6- Não proporciona uma boa navegação:

Essa questão também está envolvida com o SEO, mas merece destaque. Se o seu site não tem um bom carregamento de página, não deixa as informações claras e é confuso de se utilizar, logo ele não oferece uma boa navegação para o usuário.

Lembre-se de que o mercado é muito competitivo, principalmente quando falamos em internet, que o consumidor pode encontrar diversas opções de empresas em questões de segundos. O seu site precisa fazer com que os visitantes tenham vontade de permanecer nele e acessar o máximo possível de conteúdo.

7- Não tem um blog com conteúdo de qualidade:

O primeiro passo é ter um blog, caso o seu site não tenha, isso já pode ser um mau sinal. No entanto, se ele já tem um blog, é essencial que ele tenha um conteúdo atualizado e de qualidade.

Além de ajudar com o posicionamento em resultados de busca, seguindo as regras de SEO, o blog com conteúdo interessante também atrai os visitantes e faz com que eles queiram voltar, já que passam a considerar a sua empresa como referência e autoridade no mercado.

Como evitar que o seu site fique ultrapassado

Agora que você já sabe quais são os indicativos de que seu site pode estar ultrapassado, está na hora de avaliar se realmente ele possui essas desatualizações e como resolver esses problemas.

Se você está com dúvidas, ou não sabe por onde começar a atualizar o seu site, é muito importante procurar por empresas que criam site, mas que também sejam reconhecidas no mercado, assim você tira todas as suas dúvidas e terá certeza de que deixará o seu site em boas mãos! 

Artigo escrito por Paula Nogueira, co-fundadora da escola de francês Percursos Idiomas

Categorias
Dicas e Tutoriais

7 Passos para Deixar o Computador Mais Rápido

Não importa a marca do seu computador. Ele ficará lento com o passar do tempo, dificultando a execução de tarefas. 

Esse problema pode surgir por vários motivos. Os mais comuns são: HD com pouco espaço de armazenamento, falta de memória, falta de limpeza no sistemas, programas rodando ao mesmo tempo, entre outros. 

Pensando nisso, resolvemos listar diversas dicas para que você aprenda como deixar o computador mais rápido. 

Continue lendo este artigo e descubra as melhores orientações para resolver o processo de lentidão no sistema. 

Como deixar o computador mais rápido? 

A partir de agora vamos apresentar as melhores dicas para deixar o computador mais rápido. 

Todas as orientações que separamos neste artigo podem ser aplicadas de forma prática e eficiente.

Conheça abaixo cada uma! 

1. Exclua programas que não são utilizados pelo usuário 

Um dos maiores erros que a maioria das pessoas comete é deixar instalado no computador diversos programas que não são utilizados e ocupam bastante espaço no sistema. Isso é muito ruim porque eles permanecem ligados a todo o momento e consomem a memória RAM do seu equipamento. 

Para evitar esse tipo de problema, recomendamos desinstalar os programas que não são utilizados com frequência. O processo é mais simples do que parece. 

Inicialmente você deve entrar no Painel de Controle. Em seguida, busque a opção que é denominada de ‘desinstalar um programa”. Depois, clique em ‘desinstalar/alterar’. A eliminação do arquivo é feita de forma automática pelo computador. 

Em alguns casos, o computador tem mais de um antivírus. Nessas situações, o mais indicado é desinstalar um dos programas e permanecer com a versão mais atual. 

2. Use o CCleaner

O CCleaner é um dos programas mais conhecidos quando o assunto é limpeza de Windows. Ele analisa todos os itens que não são mais utilizados pelo o usuário, além de limpar a lixeira e o histórico de navegação, caso seja solicitado. Ele executa diversas manutenções frequentes em sua máquina. 

3. Elimine os programas da inicialização do Windows

Outra dica bastante interessante para deixar o computador mais rápido é eliminar os programas da inicialização do Windows. Esse procedimento também impede que poucos programas fiquem ativos no momento em que o usuário está utilizando a máquina. 

Para apagar os programas, você deve clicar na barra de tarefas com o botão direito do mouse. Em seguida, selecione o gerenciador de tarefas. Por fim, abra a aba de inicializar. 

4. Armazene os dados na nuvem 

É impressionante o número de dados que armazenamos em nosso computador ao longo do dia, seja questões relacionadas ao trabalho, faculdade, rotinas pessoais e até fotos de eventos inesquecíveis. 

Foi-se o tempo em que era necessário deixar tudo guardado em nosso computador. Esse tipo de atitude deixa o sistema mais lento, dificultando a execução de qualquer tarefa. 

O mais recomendado é deixar os documentos armazenados em vários lugares. 

Você pode fazer o backup das informações de diversas formas: pendrive, cartão de memória e serviço de armazenamento em nuvem. 

Se você costuma viajar ou vai a muitas reuniões e leva o seu computador para vários lugares, é importante você conhecer as melhores ferramentas de segurança da informação para ajudá-lo a manter seus dados seguros.

Existem diversos serviços gratuitos de armazenamento na nuvem. Eles proporcionam ao usuário um armazenamento suficiente para anexar todos os arquivos importantes. Dentre os mais conhecidos, encontra-se: Google Drive, Microsoft OneDrive e Dropbox

  • Google Drive: o usuário só precisa ter um e-mail cadastrado no Google para acessar o Google Drive. Nele, você pode armazenar até 17GB em vários formatos, seja texto, planilhas e fotos. Outro ponto positivo é que a ferramenta tem um aplicativo para celular.  Ele permite sincronizar com algumas pastas internas, isto é: ao selecionar uma pasta, qualquer arquivo será encaminhado ao Google Drive de forma automática; 
  • Dropbox: O Dropbox é um dos serviços mais conhecidos do mundo quando o assunto é armazenamento na nuvem.  Você pode cadastrar no sistema com qualquer e-mail. Não é necessário ter uma conta no Google como ocorre com o Google Drive. Nos planos pagos, você pode aumentar a capacidade de armazenamento para 2TB ou 3TB. 
  • Microsoft OneDrive: o OneDrive já está instalado nas máquinas que atualizaram o computador para o Windows 10. Os planos gratuitos podem armazenar até 15GB. Além disso, você pode sincronizar a ferramenta com algumas pastas do computador para enviar arquivos automáticos.

Antes de escolher o melhor serviço de armazenamento na nuvem, você deve analisar com detalhe quais são os planos e os recursos de cada um. Dessa forma, tomará uma decisão mais assertiva. 

5. Feche as janelas da internet 

Geralmente, o browser de internet é um verdadeiro vilão para os usuários que reclamação da velocidade do computador, pois quanto mais janelas abertas, mais lento a máquina ficará durante o funcionamento. 

As janelas podem preencher a memória RAM do seu computador, especialmente se você for o usuário que tem o hábito de abrir diversas abas ao mesmo tempo. 

Em um primeiro momento, esse tipo de atitude pode parecer inofensiva. No entanto, ela ocupa parte da memória da sua máquina, gerando perda de velocidade. 

Se estiver enfrentando esse tipo de problema, recomendamos fechar algumas janelas. Em seguida, verifique se a velocidade aumentou. Uma simples mudança pode fazer uma grande diferença. 

6. Descanse a máquina 

O usuário de um computador não pode deixar a máquina ligada a todo o momento. O aparelho também precisa de descanso e isso deve ser respeitado. 

Se você não desligar o computador ou reiniciá-lo com frequência, ele poderá ter vários problemas com velocidade e até travar durante o funcionamento em virtude de algum erro. 

Portanto, desligue a sua máquina assim que o expediente terminar ou reinicie o aparelho antes de iniciar o seu jogo favorito. 

7. Recorra a solução de problemas

O recurso denominado de ‘solução de problemas’ não pode ser ignorado pelo usuário. Afinal, ele pode identificar gargalos que diminuem o desempenho do sistema. Além disso, ele busca otimizar a velocidade para aumentar a performance do aparelho. 

O melhor jeito de encontrar esse recurso é acessando o painel de controle. Depois, clique em sistema e segurança, encontrar e corrigir problemas, verificar problemas de desempenho e siga o passo a passo. 

Essas dicas que mencionamos acima sempre conseguem deixar o computador mais rápido. 

No entanto, se ele continuar com uma performance abaixo do esperado, você deve optar por uma ação mais assertiva.

Uma dica interessante é comprar mais memória RAM para o seu computador. Porém, você deve ter bastante cuidado antes de adquirir uma nova memória. 

Observe, por exemplo, quantos GB de RAM é necessário comprar, frequência e voltagem, formatos de RAM, latência, garantia e quantidade de pentes instalados. 

Além disso, você pode realizar a troca do seu HD convencional por um SSD. Veja no nosso artigo a diferença entre HD e SSD e como funcionam esses dois tipos de disco. 

Se estiver com dúvidas, procure um especialista no assunto para que ele ajude a tomar a melhor decisão. 

Um computador mais rápido é essencial para o desenvolvimento das novas atividades diárias, seja profissional ou pessoal. Então, siga as nossas dicas e melhore a velocidade da sua máquina.